Farmácia Gota Mais



Segundo estudo, até 2050 infecções resistentes a antibióticos representarão risco maior que terrorismo

05/07/2016

De acordo com o relatório encomendado pelo governo britânico e divulgado nesta quinta-feira, superbactérias irão matar uma pessoa a cada três segundos em 2050 se medidas não forem tomadas imediatamente. O estudo, encomendado pelo governo britânico e liderado pelo economista Jim ONeill, criador do termo Bric, sugere um plano que requer bilhões de dólares de investimento para impedir que a medicina "seja levada de volta à idade das trevas".

Também defende uma revolução na forma como os antibióticos são usados e uma grande campanha para educar as pessoas. O relatório foi recebido sem consenso – houve elogios, mas críticos disseram que ele é "insuficiente". A luta contra infecções que são resistentes a antibióticos já foi descrita como "risco tão grande quanto o terrorismo" por autoridades britânicas.

O problema é que não estão sendo desenvolvidos novos medicamentos – e os que existem estão sendo desperdiçados. E médicos também descobriram bactérias que resistem ao antibiótico usado como último recurso, a colistina, o que levou a um alerta sobre o risco de uma era "pós-antibiótico". A publicação diz que a situação deve piorar e prevê um aumento gradual de mortes causadas por infecções resistentes que chegará, em 2050, ao nível de 10 milhões de pessoas mortas por ano.

E os custos que a resistência a antibióticos representa chegarão a US$ 100 trilhões na metade do século. A publicação diz que o pagamento por essas ações poderia ser feito com uma pequena parte do atual orçamento para saúde dos países ou por meio de impostos extras para farmacêuticas que não investirem em pesquisa de antibióticos.

"Precisamos informar as pessoas de formas diferentes, por todo o mundo, por que é crucial parar de tratar nossos antibióticos como se fossem balas ou doces", disse Jim ONeill.

"Se não resolvermos o problema, estaremos nos dirigindo à idade das trevas, muitas pessoas irão morrer."

 

Fonte: BBC BRASIL

 

Acompanhe a Farmácia Gota Mais nas redes sociais.

Assine nossa Newsletter e receba nossas promoções em primeira mão.