Farmácia Gota Mais



Previna manchas nas axilas usando o desodorante certo

05/05/2017

Basta um descuido e você acaba mostrando as axilas. Por ser uma região do corpo que é chamada de área de dobra, a axila retém suor e micro-organismos, o que, além de deixá-la sensível, a torna um ambiente excelente para a proliferação de fungos e bactérias, explica a dermatologista Daniela Landim, pós-graduada em medicina estética.

Pequenos traumas decorrentes da depilação e até mesmo do atrito da pele são os principais responsáveis pela pigmentação da área com o passar do tempo e a formação das manchas.

Uma boa higiene é fundamental para que a axila continue com sua cor original. Sabonetes à base de triclosano, que remove o excesso de bactérias, são indicados. Se o suor for excessivo, o ideal é lavar as axilas ao menos três vezes por dia com este produto.

Escolha um desodorante sem álcool na fórmula, que irrita e traumatiza a pele e predispõe o aparecimento de manchas. Confira os prós e contras de cada tipo de desodorante:

 

- Aerossol: este é o mais irritante para as peles sensíveis, ele contém micropartículas de talco e seu jato seco pode ocasionar obstrução das glândulas, causando inflamação.

 

- Cremoso: ele é indicado para peles muito sensíveis e para quem faz depilação com lâmina, as formulações costumam ser hipoalergênicas e hidratantes - a desvantagem é que se a mão estiver contaminada, pode levar micro-organismos ao pote e também às axilas.

 

- Roll-on: se a axila não estiver bem limpa, a contaminação inativa o produto, causando danos secundários à pele. Dentre as vantagens, forma uma película protetora na axila e tem duração prolongada.

 

- Spray: geralmente contém álcool em altas concentrações, por isso, é contraindicado para peles sensíveis.

 

Fonte: MINHA VIDA

 

 

Acompanhe a Farmácia Gota Mais nas redes sociais.

Assine nossa Newsletter e receba nossas promoções em primeira mão.